Top
Image Alt

Caminhada SP Negra

Caminhada desvenda histórias,
lugares e personagens de SP

São Paulo é a cidade com a maior população negra do Brasil, mas os lugares e os personagens negros da cidade foram sendo invisibilizados ao longo dos anos. A Caminhada São Paulo Negra pretende resgatar as histórias negras, que estão por toda a cidade, no centro e em todos os bairros (inclusive na Liberdade e no Bixiga). A cada mês temos pelo menos uma edição do tour, que começa na Praça da Liberdade 238 – Metrô Liberdade e termina cerca de três horas depois na República. No percurso de 3,5 quilômetros vamos conhecer lugares importantes da história dos negros na cidade, como é o caso da Igreja Nossa Senhora Rosário dos Pretos, a estátua da mãe preta, a Igreja Nossa Senhora dos Enforcados, o antigo Pelourinho e do antigo Morro da Forca, no bairro da Liberdade.

 

A migração africana atual, a música e os movimentos negros modernos também são tema das narrativas. Além disso, personagens negros importantes são ressaltados. É o caso da escritora Carolina Maria de Jesus, do jornalista, advogado e patrono da abolição Luiz Gama, do arquiteto Joaquim Pinto de Oliveira, o Tebas e de Zumbi, último dos líderes do Quilombo dos Palmares, que morreu em 20 de novembro de 1695, data que se tornou feriado em diversas cidades do país.

As histórias são narradas pelo jornalista Guilherme Soares Dias, pela relações públicas Luciana Paulino e pelo fotógrafo e produtor cultural Heitor Salatiel. A caminhada São Paulo Negra é organizada pelo Black Bird Viagem, plataforma de turismo e representatividade, em parceria com o Diaspora.Black.

 

Encontro: Praça da Liberdade 238 – Metrô Liberdade

Valor: R$ 50

Organização: Black Bird Viagem

Faça sua reserva pela