Top

25 razões para visitar a África do Sul

Em 2019, a África do Sul celebra 25 anos de democracia, 25 anos de fim do apartheid e do começo de uma transformação social sem precedentes na história. Aproveitando a data, o Guia Negro convidou a Descubra África do Sul, que promove o turismo do país, para listar 25 razões pelas quais todos devem visitar a África do Sul. Confira:

1- Conhecer a história de Nelson Mandela e da luta pelo fim do apartheid: ao visitar a África do Sul, não deixe de refazer os passos de Mandela e ir aos locais que marcaram a história: em Joanesburgo, passe pelo bairro de Soweto, pela casa de Mandela, pelo Museu do Apartheid e por Constitutional Hill. Na Cidade do Cabo, Cape Town, a Robben Island e o museu District 6 são paradas históricas e obrigatórias.

Casa de Nelson Mandela

 2- Exuberante vida selvagem: um dos melhores lugares do mundo para ver animais selvagens, a África do Sul preserva sua fauna e possui uma grande quantidade de reservas privadas e parques nacionais onde é possível ver os bichos vivendo livremente. São algumas delas o Kruger National Park; Madikwe e Pilanesberg, mais perto de Joanesburgo; Hluhluwe, em KwaZulu-Natal, além de diversas opções na Rota Jardim.

3- Opções para todos os bolsos: o valor do Rand, moeda local, faz o turista brasileiro sorrir à toa: é quase quatro vezes menor do que o valor do Real. Esteja o viajante em busca de uma aventura mais econômica ou de uma experiência de puro luxo, ele encontrará na África do Sul opções com custo-benefício excelente.

 

4- Gastronomia de múltiplas influências: impactada pelos diversos povos que passaram por lá, como malaios, ingleses e indianos, a culinária sul-africana tem opções para todos os paladares. Não deixe de participar de um braai (o churrasco sul-africano), de provar as carnes de caça e de pesca. Para finalizar a refeição, peça um pudim de malva seguido por chá de rooibos.

Bishop Lavis Rehabilitation Center for Stellenbosch University.

 5- Mais de 20 parques nacionais: da vastidão do Kgalagadi, passando pela vida selvagem do Kruger até a beleza de tirar o fôlego do Golden Gate National Park, a África do Sul é o destino perfeito para os apaixonados por contato com a natureza e vida ao ar livre.

 6- LGBTQs são bem-vindos: a África do Sul foi o quinto país do mundo e o primeiro da África a tornar legal o casamento entre pessoas do mesmo sexo, e é considerado um dos mais seguros do mundo para casais LGBTQ. Essas características, somadas às opções turísticas, fazem com que o país seja um dos preferidos da comunidade, tendo em Cape Town seu epicentro.

 7- Costa de mais de 2.500 km e dois oceanos: do mar turquesa de Cape Town às águas mornas de KwaZulu-Natal, na África do Sul é possível realizar uma série de atividades aquáticas, como o surf – que tem na cidade de Jeffrey’s Bay sua onda mais famosa -, e observar a fauna composta por baleias, golfinhos, tubarões e muito mais.

 8- Diversidade de nove etnias e onze línguas: dona de uma herança cultural riquíssima, a África do Sul preserva o legado dos povos originários, como os Xhosa, Zulu e Ndebele, e de muitos outros que por lá deixaram suas marcas, entre indianos, ingleses, holandeses e malaios. Essa diversidade pode ser observada na música, dança, gastronomia, arte e no dia a dia das cidades.

9- Vinhos e região vinícola: as mais de 600 vinícolas sul-africanas, concentradas especialmente nos arredores da Cidade do Cabo, unem vinhos incríveis e paisagens deslumbrantes. Muitas dessas vinícolas são abertas para degustação. Não deixe de provar o carro chefe das uvas sul-africanas: a Pinotage.

 10- A beleza cênica e o estilo de vida de Cape Town: a cidade é onde os mais diversos atrativos turísticos se juntam: de lindas praias, como Camps Bay e Muizenberg, e atividades de aventura, incluindo trilhas e saltos de parapente ou paraquedas, até programas culturais nos museus de arte e de história. Tudo aos pés da estonteante Table Mountain.

11- Ótima opção para viagem com a família: A África do Sul é um destino incrível para ser visitado com crianças, adolescentes, pais e avós. Ver animais de perto encanta toda a família, sejam pinguins, focas e baleias na Cidade do Cabo ou animais selvagens dos safáris. Também fazem sucesso parques temáticos como o uShaka Marine World, em Durban e o The Gold Reef City, em Joanesburgo.

12- O paraíso dos aventureiros: são mais de 130 tipos de esportes de aventura espalhados pelo país, incluindo o maior bungee jump de ponte do mundo, na Bloukrans Bridge, com 216 metros de altura. Outras opções são surfe, kitesurfe, canoagem, rafting, rapel, vela, paraquedas, parapente, sandboarding, tirolesa, balonismo etc.

 

 

13- A Vibração de Joanesburgo: uma das cidades mais visitadas do continente africano é moderna, cosmopolita e conhecida por abrigar uma enorme diversidade de etnias e culturas. Além de ter infraestrutura excelente, Joanesburgo tem hotéis de alto nível, ótimos restaurantes e opções de atividades históricas e culturais.

14- Arte – do tribal ao contemporâneo: a produção artística da África do Sul vai da arte colorida realizada há séculos pelas mulheres de etnia Ndebele às obras de nomes como William Kentridge e Zanele Muholi presentes no Zeitz MOCAA, maior museu de arte contemporânea africana do mundo.

15- Povo acolhedor: uma das principais razões para o país se tornar a potência turística de hoje são as pessoas. Sempre atenciosos, os sul-africanos fazem com que o viajante estrangeiro se sinta em casa. A conexão é ainda mais especial com os sul-americanos, dadas as semelhanças no modo acolhedor e expansivo de ser.

16- A província de KwaZulu-Natal: berço do povo Zulu, a região é marcada por diversidade espetacular, e abrange a enorme cordilheira de Drakensberg, a charmosa rota Midlands Meander, cenários deslumbrantes e animais selvagens em parques como Hluhluwe e iSimangaliso, além de Durban, principal cidade da região, localizada à beira mar e com forte influência da cultura indiana, que pode ser percebida na deliciosa – e picante – gastronomia.

17- Lua de mel dos sonhos: é um destino ótimo para casais em lua de mel por oferece inúmeras atividades que podem ser curtidas a dois, com todos os mimos necessários e máxima privacidade: se destacam as cidades vibrantes, as charmosas regiões vinícolas e a calma e tranquilidade do meio da savana, combinadas a restaurantes de ponta e hotéis modernos e aconchegantes.

18- Os mercados de comida e artesanato: quem não gosta de um bom mercadinho que combine comidas de todo tipo, drinks, música e muitas opções de artesanato pra levar pra casa? Aos sábados, tanto Cape Town quanto Joanesburgo recebem o incrível Neighbourgoods Market. No domingo, o Market on Main é uma ótima opção em Joburg.

Bishop Lavis Rehabilitation Center for Stellenbosch University.

19- As Incríveis rotas sul-africanas: os fãs de viagens de carro por estradas encantadores encontram na África do Sul diversas opções: ir de Joanesburgo ao Kruger parando para apreciar as belezas da Rota Panorâmica; dedicar alguns dias à Rota Jardim, que vai de Cape Town a Port Elizabeth com paisagens de tirar o fôlego e esportes de aventura; e conhecer a Rota 62, rota vinícola mais longa do mundo.

20- Inúmeros festivais de música: os fãs de festivais acharão a África do Sul um verdadeiro paraíso: do Afrikaburn, versão regional do Burning Man; ao Afropunk e Back To The City, que acontecem em Joanesburgo e são voltados a cultura negra, combinando música e arte; até o Cape Town Jazz Festival, um dos mais importantes do mundo.

21- A Riqueza das flores: a África do Sul tem o terceiro maior nível de biodiversidade do mundo e boa parte de sua herança natural só está presente lá. Toda a Região Floral do Cabo, que compõem um dos seis reinos florais do mundo, é exuberante, mas merecem destaque lugares como Namaqualand e West Coast, que na primavera ficam cobertos por tapetes de flores.

 22- A possibilidade de reconexão para os negros brasileiros: para os viajantes negros, a ida à África do Sul traz uma sensação de volta para casa. O contato com a história da luta pelo fim do Apartheid e com aqueles que estão até hoje trabalhando para criar um país mais justo e igualitário é especialmente tocante e inspirador.

 23- Viagens de Trem: para os que apreciam uma luxuosa viagem repleta de tranquilidade, o país possui dois trens que são puro conforto: o Blue Train e o Rovos Rail unem a experiência de hotel 5 estrelas à oportunidade de viajar vendo paisagens deslumbrantes da janela.

 24- Infraestrutura turística: a maioria das estradas que percorrem a África do Sul são ótimas, aliadas a uma qualidade turística e hoteleira que atende todos os bolsos, os gostos e impressiona até os visitantes mais exigentes. Os locais mais turísticos do país e muitos parques nacionais também contam com excelente infraestrutura.

25- Uma das constituições mais avançadas do mundo: Em 1996 uma nova constituição foi aprovada com a missão de tornar a África do Sul uma nação não racista e não sexista. A nova constituição marcou o início de uma recuperação social sem precedentes, transformando as estruturas de poder a partir da base. Em 25 anos de regime democrático, embora o caminho pela frente seja longo, muito já foi conquistado.

Aphartheid Museum

Partiu, África do Sul?!

 

Post a Comment