Top

Guilherme Soares Dias Hoje a Caminhada São Paulo Negra virou caso de polícia. Policiais militares acompanharam o tour durante todo o trajeto de três horas. Éramos 12 pessoas fazendo um waking tour e fomos monitorados, vigiados e filmados. Eles chegaram na primeira parada na Praça da Liberdade, 238, Liberdade, em São Paulo, dizendo que tinham recebido um ofício de que haveria uma manifestação. Ouviram parte do discurso